domingo, 5 de outubro de 2014

Compromisso

Ahhh os compromissos!!! Dizem que os homens fogem deles como o Diabo da cruz e até tem ponta de verdade mas como Mark Twain disse a propósito de rumores sobre a sua morte, é largamente exagerado. 

Sinceramente chega a pontos que a chateia o raio da 'choradeira' de certas mulheres que estão sempre a bater na mesma tecla mas que vão aplicando alguma cosmética ao discurso e se saem com coisas como "As pessoas querem relações fugazes, pois têm medo de se entregarem por inteiro!".

Eh pah...fodasse que já chateia. Há muita gaja que vomita estas pérolas porque levou com os pés de um camelo qualquer que a comeu e a seguir desapareceu. Este discurso gasto e batido aborrece e afasta qualquer um. Assim não me admiro que um gajo só se interesse pela pessoa em questão para sexo e nada mais.

Obviamente que há por aí muitos homens e mulheres que o que querem é pinar e mais nada, no strings attached, e usam as mais ardilosas estratégias para conseguirem o que querem. Há de tudo e cabe às pessoas saberem o que querem e no que se querem meter.

Já escrevi algumas vezes neste meu espaço que gostava muito de ter uma relação séria, duradoura, com futuro, com tudo o que isso tem de bom e mau, ter algo que nunca tive. Nunca tive essa sorte, nunca se proporcionou e não é por falta de vontade minha. Não aconteceu e não é porque eu tenha medo de me entregar por inteiro como algumas mulheres já me atiraram à tromba. Por uma questão de educação nunca me passei e as mandei para onde me apetecia mandar...

Obviamente que também me apetece pinar e não ter que me chatear com nada nem ninguém depois. Sexo pelo sexo se quiserem. Não me venham com cenas de "é da idade", "típico de gajo tarado...", "ai que porco", "leviano". Hipocrisias não se faz favor. 

Uma vez disseram-me que eu era "desses que só querem cenas rápidas e fugazes" porque eu comentei que tinha medo de me apaixonar porque como mudava de cidade e país frequentemente ia ser complicado para mim. Enfim...como se mudasse muita coisa no mundo por eu me apaixonar por alguém, não muda nem importa a ninguém. 

As pessoas querem coisas diferentes em momentos diferentes e é complicado encontrar alguém que esteja no mesmo momento e que queira o mesmo que nós. É complicado, a vida é complicada. Uma vez que é manifestamente complicado então não deviam dar mais valor? As mesmas pessoas que dizem coisas como a que citei acima são as mesmas que vêm com as balelas de que só se for difícil e complicado é que vale a pena porque o fácil não dá luta e mi mi mi mi mi mi...como se fosse crime uma pessoa facilmente conhecer alguém e daí nascer uma relação ou então duas pessoas olharem uma para a outra e decidirem pinar porque é exactamente isso que querem uma da outra sem andar com rodeios.

As pessoas têm de se convencer de uma coisa: as pessoas querem relações fugazes não porque tenham medo de se entregar mas porque o que querem é mesmo uma cena fugaz! Há excepções?! Com certeza que as há mas regra geral é só mesmo aquilo sem mais complicações. Metam isso na cabeça e não tentem arranjar mais desculpas e inventar teorias para maldizer os homens. Já chateia, fodasse...


23 comentários:

  1. Por isso é que não gosto de regras. Há sempre excepções :)
    Beijos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois há e daí as generalizações serem perigosas mas há quem não hesite em as fazer.

      Beijos

      Eliminar
  2. Concordo com o que dizes aqui !

    As pessoas têm de ter também maturidade e noção de saberem o que estão a fazer, visto muitas vezes as proprias poem-se a jeito para que siuações menos boas lhes aconteça e depois ... ai ai que malandros que eles foram.

    Mas ... é a vida !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, metem-se a jeito, deixam-se ir sabendo perfeitamente que está ali uma "jóia de moço" que se vê mesmo que quer casar e afins e depois...ai que ele foi um sacana. A culpa é sempre e só dos gajos para variar.

      Eliminar
  3. Eu esclareço porque me parece que precisas de alguma clarividência;)
    Os compromissos entre humanos são complexos,sejam homens ou mulheres...A complexidade não tem a ver com o género mas com a espécie...E a choradeira não é só das mulheres,também é dos machos (porque também há machos a bater sempre na mesma tecla)!
    Machos e fêmeas querem o que não dá trabalho nem acarrete responsabilidades,porque ambos são estupidamente incompetentes (falo na generalidade) e egoístas (problemas com o umbigo).Desconhecem que as melhores coisas do mundo são aquelas que dão imenso trabalho e que acarretam imensas responsabilidades...Burros!!!
    As relações fugazes são uma valente merda por causa de serem incompletas e não haver entrega completa.Ou tudo ou nada.Quase tudo é que não,porque quase tudo não é nada e nada é o vazio total!
    As pessoas,gajos e gajas,não sabem receber porque sabem que a oferta tem que ser proporcional...
    Quem só quer sexo é porque só isso sabe dar...Lamento! Lamento que as pessoas não saibam gostar/amar!Uma relação só faz sentido se for séria,duradoura e se a entrega for total.Caso contrário é melhor nem sair de casa!Em casa,ou melhor,dentro de casa estamos abrigados da chuva!!!
    Um beijinho e boa sorte aí para os teus compromissos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Til, respeito a tua opinião mas vamos ter que concordar em discordar. Não leves a mal ou tomes como um ataque o que vou escrever, estou apenas a dar a minha opinião e comentar o teu comentário. Agradeço a visita ao blog e teres tido o trabalho de comentar. Tudo com calma, ok? ;)

      Eu discordo de 90% daquilo que disseste e a tua opinião é o exemplo daquilo que me fez escrever o que escrevi.

      O ser humano é um bicho complexo sem qualquer tipo de dúvida. Acho que é isso que faz de nós seres mais ou menos interessantes, seres básicos não dá qualquer pica. A choradeira vem dos dois lados, concordo em absoluto mas as mulheres tendem a estar a 'malhar' nos homens qualquer que seja a oportunidade e a boquinha do "são uns básicos" vem sempre à baila e irrita de uma maneira monstra.

      Há gente para tudo, gente que quer coisas simples que não dêem trabalho nem acarretem responsabilidade e gente que está disposta a isso tudo de boa vontade e peito aberto. Generalizar é injusto, perigoso e insensato na minha muito humilde opinião.
      Lá está, mais uma pessoa com essa de que as melhores coisas têm de ser dificílimas de alcançar e acarretar imensas responsabilidades. Mas porquê?!?! Só assim é que sabem dar valor? Se as pessoas não são capazes de apreciar as coisas boas e simples da vida...tenho pena, deve trazer alguma frustração. Se tu soubesses como é maravilhoso eu sair de um avião e meter os pés no chão em Portugal. É simples, relativamente fácil e uma das melhores coisas do mundo para mim. Se quiseres falar de relações, o que me dizes àquelas pessoas que por acaso se conheceram na escola quando eram pequenos, se apaixonaram, casaram e viveram uma vida de felicidade e amor juntos?! Não tem valor? Eu acho que sim e não tiveram que comer o pão que o Diabo amassou para poderem alcançar o Olimpo da felicidade. É só um exemplo que me ocorreu agora.
      Há gente incompetente e egoísta sentimentalmente, concordo plenamente, e há aqueles que têm mais dificuldade em expressar sentimentos e a quem não é dada uma chance e rotulados de egoístas e incompetentes. Eu sou um exemplo vivo disso, levei logo com o rótulo e um chuto no rabo.

      As relações fugazes podem ser uma merda, podem pois. Podem mas não significa que necessariamente o sejam. Se os dois querem única e exclusivamente sexo durante uns tempos qual é o mal? Brincar com os sentimentos de alguém é que é muito mau, isso condeno veementemente.

      Mesmo sendo um tipo que nunca teve uma relação olha que sexo não é só aquilo que tenho para dar, podes acreditar ou não e estás no teu direito. Com isto não quero dizer que só queira sexo, quero mas não só e se leres textos mais antigos deste blog vais perceber isso. Há quem não saiba dar mais e há quem não queira, é diferente. Se ninguém quiser o amor que tenho para dar tenho que ser virgem e/ou celibatário a vida toda?! Se assim fosse ainda hoje em dia era virgem. É que quem eu amei nunca me amou nem nunca ninguém me amou romanticamente. Se achas que sim eu respeito mas não aceito.

      Concordo que as relações só fazem sentido se forem levadas a sério, com compromisso e empenho dos dois. Se é para se construir algo então que seja de corpo e alma.

      Beijos ;)

      Eliminar
  4. Olá e bom dia:)
    Til também discorda dela própria quase sempre;)
    Vamos lá...
    Ataque pessoal?
    De forma nenhuma!!!
    Com calma,ok*
    Concordo contigo sobre a pica da complexidade.Ser básico é uma chatice!
    As mulheres tendem a 'malhar' nos homens e os homens tendem a malhar nas mulheres...Faz parte.É a complexidade e a sexualidade a funcionar!
    Irrita-te a boquinha de que os 'homens são básicos'...As mulheres também se irritam com imensas boquinhas dos gajos...Estamos empatados!
    Monstro é uma palavra masculina,sabias?
    O conceito de simplicidade é relativo.Pois.Generalizar é errar!Tens razão.Na tua humilde opinião....
    "Lá está, mais uma pessoa com essa de que as melhores coisas têm de ser dificílimas de alcançar e acarretar imensas responsabilidades. Mas porquê?!?! Só assim é que sabem dar valor? Se as pessoas não são capazes de apreciar as coisas boas e simples da vida...tenho pena, deve trazer alguma frustração. Se tu soubesses como é maravilhoso eu sair de um avião e meter os pés no chão em Portugal."
    Olha que a simplicidade nem sempre tem a ver com facilidade.Há casos em que sim.Há casos em que não.Se tu soubesses como é maravilhoso andar sempre com os pés no chão,em Portugal... É simples e fácil para mim.Mas para ti não!Percebes que não podemos fazer afirmações assim em absoluto como tu e eu fizemos?
    Olha,eu não te chamei incompetente e egoísta. Enfiaste o barrete porquê?É assim que te sentes?
    Se tens dificuldade em expressar sentimentos e se não te dão chances isso é algo que tem a ver contigo,não comigo!
    Eu não tenho essa dificuldade e gosto de não a ter.sabes que é preciso muito trabalhinho para conseguir isso?
    Relações fugazes valem o que valem e eu também as tive e ainda tenho!
    Absolutamente nada contra sexo.Pelo contrário!
    Não te acusei de nada páh,calma*
    Corpo e alma parece-me uma boa combinação*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia :)

      Sim eu sei que monstro é uma palavra masculina, se não soubesse o corrector ortográfico avisou-me mas eu sou teimoso e foi a maneira que no momento arranjei para ilustrar o que queria dizer. Mas obrigado pelo chamada de atenção ;)

      A simplicidade realmente não tem necessariamente a ver com facilidade, mas pode. Ainda com o exemplo de meter os pés em Portugal, para mim é simples e fácil também e basta-me comprar um bilhete de avião porque há boas ligações a partir daqui. Há a questão do preço mas isso é outra historia. Concordo que afirmações em absoluto são complicadas de fazer.

      Sim, enfiei o barrete porque já me vi nesse papel de uma forma injusta. Não é assim que me sinto, não é assim que me vejo nem me pinto e tendo a ser mal interpretado. Não acho que tenha dificuldades de discurso mas se calhar isto tudo vai dar ao que a música dos Clã 'Problema de Expressão' pretende dizer.
      Realmente a dificuldade de expressar sentimentos tem a ver comigo e não contigo mas a inflexibilidade das pessoas e postura de ataque (do tipo dispara primeiro e faz perguntas depois) não ajuda muito.
      Trabalho para exprimir sentimentos...tenho dificuldade 'encaixar' esta expressão porque acho que não se podem forçar as coisas.

      Beijos e resto de bom dia

      Eliminar
  5. Olá...
    Sabes que tudo o que escreveste é rebatível? (Sim eu sei que rebatível é uma palavra que não existe, se não soubesse o corrector ortográfico avisou-me mas eu sou teimosa e foi a maneira que no momento arranjei para ilustrar o que queria dizer)...
    Vou começar de novo sem ironia que tu és muito sensível,já reparei ...
    Bom dia,P.M...:)
    Olha quando disse que monstro é uma palavra masculina estava a mandar-te uma boquinha para te irritar:)...Tu irritas-te com imensa facilidade.Acho que precisas de um abraço...
    Toma lá;)
    http://youtu.be/fkt6QHhDws0
    Os abraços resolvem problemas de expressão e servem para pedir desculpa quando, aparentemente, temos posturas de ataque.E agora como já disparei vou fazer uma pergunta...sabes,senhor P.M. que o ataque é uma forma de defesa?

    Mais abraços e resto de bom dia (em Portugal chove imenso)*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calma, muita calma. Estás a ver, aqui temos um belo exemplo da má interpretação das minhas palavras. Eu não estou irritado nem nada do género, estou aqui na boa, calma com o dedo no gatilho ;)

      O que eu disse pode ser rebatido, o mesmo se aplica a ti. Estou calmo e relaxado mesmo com a chuva toda que cai la fora. :D

      Não me acho assim tão sensível agora se por eu responder ao que tu dizes apresentando a minha visão é uma prova de sensibilidade e irritação, ok tudo bem.

      As mulheres queixam-se sempre que os homens são uns insensíveis e tu que agora dás com um ser assim tão sensível achas mal? Oh senhores... (brincadeira, ok? )

      Obrigado pela música e venha de lá esse abraço ;)

      Eliminar
  6. Pois,dizes obrigado pela musica e pelo abraço e,assim como quem não quer a coisa,mandas a boquinha das mulheres se queixarem da insensibilidade dos homens e...brincadeira,ok?
    Calma, eu estou calma.Apesar de me ter irritado ainda à pouco,mas não foi contigo!Olha e parou de chover,aqui em Portugal (esta foi uma boquinha para te deixar cheio de saudades,que má que sou)!
    Olha eu estou sempre com o dedo no gatilho mas nunca disparo,quer dizer,quase nunca,quer dizer,...:)
    Também isto de estar assim aqui perto do mar,em Portugal (outra boquinha má),também é muito relaxante eh eh*
    Tudo bem?Ok?
    Um beijinho,ó senhor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente tu és cruel comigo! Eu aqui a levar com um verdadeiro dilúvio e vens fazer inveja com o bom tempo, o mar, ai ai ai...

      Eu mandar bocas?! Credo, era lá eu capaz de tal coisa :P
      Não te irrites, aproveita o efeito relaxante do mar e acalma-te ;) Não te deixes é imbuir pelo espírito das marés vivas (só se for o da série do Mitch e da Pamela) ou das ondas mais fortes senão é que a coisa fica complicada.

      Beijos*

      Eliminar
    2. Pois...
      Sabes que adoro a atracção que o sol e a lua exercem sobre o mar.Ainda não sei é qual a influência que prefiro mais...:) Na verdade,gosto de coisas fortes,incluindo ondas.Olha e nem falo do barulho que elas fazem ao rebentar,é tão relaxante não achas?
      Mas já não estou perto do mar...Só vou para perto do mar quando vou trabalhar.A vida é uma coisa complicada...às vezes!
      Resto de bom dia,assim calminho e sem boquinhas*

      Eliminar
  7. Eu acho que aquilo que a Til escreveu faz todo o sentido e quando dizes "Se quiseres falar de relações, o que me dizes àquelas pessoas que por acaso se conheceram na escola quando eram pequenos, se apaixonaram, casaram e viveram uma vida de felicidade e amor juntos?! Não tem valor?":

    Tiveram desde logo muita sorte. Mas depois, fazer uma relação de anos funcionar é fácil? Manter a chama acesa é fácil? O facto de estarem numa relação de anos é garantia por si só que são ou têm as coisas mais fáceis do que um casal de 3 anos, por exemplo? Quem não garante que passam e têm inúmeros altos e baixos? Excluindo relações ou casamentos de pura conveniência, o que a Til quer dizer é que qualquer relacao exige muito esforço e muita dedicação. E que há homens e mulheres incapazes desse esforço, provavelmente porque são egoistas. É isso vale para relaçoes de décadas como de meses...

    Quanto ao tema em específico... As pessoas hoje vivem a sua sexualidade como entendem. Há homens para os quais não interessa ter uma relação. É pinar por pinar, como dizes. E há mulheres que seguem a mesma filosofia. Cada um sabe aquilo que o faz mais feliz. O que me faz mais confusão, mais do que as senhoras que acham que eles não assumem um compromisso por medo, é existirem senhores que "usam" senhoras que pretendem um relacionamento sério para satisfazer os seus instintos mais primários. A ver se me faço entender: a coisa mais fácil do mundo hoje é ires a um bar e abordares uma senhora para pinares. Podes é levar uma nega, por não lhe agradares fisicamente (isso são outros 500), mas calhando em agradar, tens a noite ganha. Portanto, qual é a lógica em fazer acreditar as senhoras de que se quer um relacionamento apenas para pinar? É que não nos iludamos: maior parte desses homens que não quer um compromisso não é direto na abordagem, não diz que quer mas também não diz que não quer um relação. E homens canalhas a mim faz-me muita mais confusao do que qualquer mulher que cai na conversa do bandido. Claro que depois eles dão todos os sinais: não atendem telemovel, evitam conversas, dao desculpa atras de desculpa... Mas e que tal ser direito e frontal e dizer "lamento, mas serviste me para uma noite"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse exemplo de que falei é efectivamente um caso de muita sorte, mas existem casos desses. São os oásis no deserto se quiseres, mas eu nunca disse que não dava trabalho manter uma relação saudável e duradoura ao longo dos anos. Obviamente que dá. Qualquer que seja a relação que existe entre dois seres humanos, se ambos quiserem que a mesma seja boa e saudável têm que se empenhar e fazer por isso, o que implica empenho e mais compromisso. Eu não disse que era simples no longo prazo, o que eu quis dizer é que não passaram por nenhuma odisseia para se conhecerem e para a história acontecer. Eu acho que as coisas não têm que ser necessariamente difíceis e complicadas para serem boas, uma pessoa não tem que se andar a arrastar aos pés de ninguém ou passar milhares de provações e testes da outra para ser digno da sua presença e ter uma chance com ela. Mas isto é a minha opinião que vale o vale tendo em conta que nunca ninguém quis ter uma relação comigo, por isso, se calhar tem menos valor ainda.

      Já viste que o ser humano tem coisas estranhas, pedimos autorização a uma pessoa para a/o podermos fazer feliz. Curioso...

      As pessoas hoje em dia ainda bem que têm liberdade para viverem a sexualidade da forma que quiserem e bem entenderem. Viva a isso. Se as pessoas usam estratagemas 'sujos' para concretizarem os seus intentos a nível sexual, acho mal e já referi noutros comentários que não estou a defender quem brinca com os sentimentos de outras pessoas. Homens e mulheres fazem-no mas também não podemos ser ingénuos e recorrendo ao teu exemplo, eu acho que não é na noite que conheces alguém para um relacionamento sério, o próprio contexto propicia a outros 'filmes', como em tudo há excepções.

      A mim tanto me faz confusão homens que são uns canalhas como as mulheres que caem na cantiga do bandido que se topa a léguas que é só um monte de tretas com o único objectivo de pinar com ela. Há tipos que são muito bons actores mas também há gente que se ilude com tão pouco...

      Quanto à última questão eu concordo, sinceridade acima de tudo e uma amiga minha já o fez comigo, mas como achas que fica rotulado o gajo que faz isso? Pois é...cabrão é a coisa mais leve.

      Eliminar
    2. Bom, eu cá acho que qualquer relação, quer as pessoas tenham dado voltas e mais voltas para se conhecerem ou não, implica sempre muito sacrifício, comprometimento com o outro. E, contra mim falo, há pessoas que levam uma eternidade até encontrarem uma pessoa que "encaixe" consigo. Se no momento em que encontram... o mais difícil já passou? Eu acho que não. Novamente, contra mim falo, quando encontramos alguém e se demoramos uma eternidade a encontrar essa pessoa, quando isso acontece, podemos ser cometidos por uma ideia de "ufa, o pior já passou. até que enfim que encontrei alguém que quis alguma coisa comigo!". Pois bem, na minha opinião, acho que a parte difícil começa aí, quando finalmente se conhece alguém. As coisas não têm necessariamente de serem difíceis para serem boas, para alguns casais as coisas são mais fáceis do que para outros (depende dos feitios, do temperamento, se são muito egoístas, imaturos, irresponsáveis etc.), mas acho que nunca é fácil. Mesmo para os casais que encontram alguém desde muito novos, que casaram cedo, que têm a certeza que aquela pessoa é o amor da sua vida. Com o cansaço, o desgaste, há dias em que não te apetece aturar a pessoas com quem estás numa relação. Há dias em que não te apetece aturar as merdas do outro, o temperamento, o feitio. Há dias em que, à primeira discussão, te apetece fazer as malas e sair de casa. Verídico, já passei por isso. E depois o que fazes? Depende muito (e é nesse ponto que concordo com a Til) do amor que sentes (desde logo), mas também do esforço que estás disposto a fazer para amar o outro, para aturar as merdas dele (não me refiro a traições, humilhações, ou faltas de respeito, nada disso), depende do esforço que ambos estão dispostos a fazer para a relação funcionar. E o que eu mais vejo são casais egoístas que à primeira discussão, ao primeiro desgaste, fazem as malas para sair de casa. Ou traem. Por isso concordo com a Til, a melhor coisa do mundo é amar incondicionalmente e receber amor incondicionalmente e isso dá um trabalhão enorme ;)

      Com o meu exemplo, o que quis dizer é que quem quer pinar por pinar, sem compromissos, pode perfeitamente abordar alguém num bar whatever para o fazer. Haverá depois alguém que diz sim ou não. Simples, fácil e prático. Porque afinal se o objectivo é esse, não haver relacionamento sério, serve perfeitamente.
      Por esse motivo é que disse que me choca mais quem procura isso noutros contextos. Ou seja, para uma mulher ficar a querer um relacionamento sério conheceram-se noutros contextos, certo? Houve o quê? SMS trocadas, mais ou menos picantes, conversinhas no chat no facebook, mas... ele foi direto? Por acaso será que mandou uma mensagem a dizer "olha quero pinar contigo e é só. depois não levas mais nada, nem tentes."? Ora bem, sou capaz de arriscar dizendo que 99% dos casos não é isso que acontece. Tudo começa com falinhas mansas, com a "conversa do bandido", não se diz "espero que entre nós isto evolua para algo sério" mas também não se diz diretamente "só me serves até abrires as pernas"...
      E até se conseguir o que se quer, usa-se uma pessoa e dá-se um chuto. É aqui que eu me questiono: não seria mais fácil conhecer uma pessoa que quisesse ou procure o mesmo? Qual é a lógica de procurar uma pessoa quando não se quer nada sério com ela, noutros contextos? Será a adrenalina? O desafio de conquistar uma pessoa até se conseguir o que se quer?

      Eliminar
    3. A mim faz-me confusão, sejam homens ou mulheres, que usam os outros, com determinada finalidade (pinar por pinar), e não abrem o jogo desde o início. Ponto.
      Sim, há pessoas (mulheres e alguns homens também os há) que não enxergam os sinais que estão todos lá, mesmo em frente aos seus olhos... E sim, faz-me também uma certa confusão como é que alguém pode andar tão iludido... O problema é que isso vai de pessoa para pessoa, depende muito do seu feitio, temperamento, se romantiza muito etc, mas nestas coisas acho sempre que a questão é saber se o outro foi ou não honesto. Se deixou o jogo claro, se disse o que queria e o que não queria. O problema é que raramente se diz e acaba-se por usar uma pessoa quando se poderia procurar outra que queria o mesmo (one night stand). Porque se a pessoa for honesta, se disser "o combinado era uma vez, não quero mais mais nada contigo", bom... realmente não vale a pena andar atrás de alguém para o tentar amarrar num relacionamento sério ou achar que essa pessoa não alinha porque tem medo de relacionamentos sérios. Quem o faz não é burro nem esperto, tem falta de autoestima, amor próprio. O problema é que, aliás como a maior parte dos casos que conheço, nunca se diz. O que acontece é: usa-se a pessoa, foge-se dela, nunca se descarta nem se é frontal totalmente, há ali uns mixed signals que não se compreende, mas volta sempre quando lhe apetece pinar (às vezes com discursos que não lembra a ninguém) e não encontrou uma nova pessoa para o fazer. Lá está é o que acontece em 99% dos casos. Por isso, o que me faz tanta confusão é a falta de honestidade e não tanto a ilusão que se cria na cabeça das pessoas.

      Eliminar
  8. Olás (Anónimo(a) e PM):
    Fico mesmo muito contente quando as pessoas reflectem sobre relações humanas e,tenho que confessar,adoro que me compreendam e que concordem comigo!!!
    Obrigada, Anónimo (a),pela sintonia...:)
    Acrescento o seguinte...É PRECISO MUITO TRABALHINHO PARA UMA RELAÇÃO FUNCIONAR!!!
    PM, o(a) Anónimo(a) percebeu o significado do "trabalhinho" na perfeição...Significa muito esforço e muita dedicação. Significa AMOR À CAMISOLA!!!Uma relação faz-se de esforço,de cedências,de sacrifícios e de nenhum egoísmo.Homens e mulheres são incompetentes,nesse sentido!
    Sobre a sexualidade cada um sabe de si e é algo tão importante,mas não podemos deixar que seja tudo!O sexo pode não ser só um instinto primário.Mas se for,não há nenhum mal nisso,acho eu...
    O que nós podíamos,homens e mulheres,era sermos honestos e verdadeiros uns com os outros.Eu diria que se um cabrão é um homem sincero,eu adoro cabrões...Faz-me confusão a falta de frontalidade,meio caminho andado para equívocos! Não ser frontal é ser canalha!!! Isto é válido para ambos os sexos...
    PM,uma relação é feita de amor,muito amor,com empenho e dedicação!Se tiveres sorte,ela é apenas uma ajudinha;)


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que há harmonia de opiniões.

      Paz, amor e muita calma para toda a gente ;)

      Eliminar
  9. "Mas isto é a minha opinião que vale o vale tendo em conta que nunca ninguém quis ter uma relação comigo, por isso, se calhar tem menos valor ainda"...
    PM,o facto de nunca teres tido uma relação duradoura com outra pessoa não é incompetência tua.Nunca calhou.Há coisas que dependem do acaso!Pensa assim e não te consumas tanto...
    Um beijinho*

    ResponderEliminar